Unidade histórica no RS

Unidade histórica no RS

Movimento Unificado de Servidores: Unidade histórica no RS

Publicado no dia 8 Set 2015


Independentemente dos resultados que obteremos, a construção e manutenção da unidade dos servidores públicos estaduais é algo histórico e que precisa ser comemorado.

Desde meados de abril, diversos sindicatos vinham manifestando disposição para o diálogo com outras organizações sindicais e associativas como forma de se posicionarem contra o Decreto do Governador Sartori que congelou despesas, investimentos e nomeações no serviços público. E que deu origem a uma série de projetos, entre eles o PLC 206, que visa a implementar a política de Estado Mínimo.

Sensível a esse desafio, a direção da FESSERGS aprovou em reunião de seu Conselho que a entidade procurasse todas as organizações  sindicais e associativas, sem distinção de posição política ou ideológica e as convidasse para uma reunião geral em nossa sede, o que veio a ocorrer ainda em maio. Ali estava brotando a semente da grande unidade que se materializaria no Movimento Unificado dos Servidores gaúchos.

Desde então se realizou um grande seminário que discutiu as saídas para a crise financeira do Estado e se constituiu uma coordenação unificada que passou a falar pelo movimento. Dela participam este presidente e nossos diretores Flávio Berneira e Márcia Trindade. As grande decisões, o calendário de atividades, entretanto, são tomadas coletivamente pelo conjunto das mais de quarenta organizações que integram o movimento.

Não podemos deixar de mencionar as Plenárias Regionais Unificadas que realizamos em Pelotas, Santa Maria, Livramento, Caxias, Passo Fundo, Cruz Alta, Ijuí, Santo Ângelo e São Borja que reuniram milhares de servidores e professores. Todos os presidentes e dirigentes de nossos sindicatos filiados participaram dessa caminhada.

Em meio a essas plenárias foi realizada a grande Assembléia Geral Unificada que reuniu mais de cinquenta mil servidores no Largo Glênio Peres em Porto Alegre que se transformou numa caminhada gigantesca até o Palácio Piratiní.

Sobreveio o parcelamento dos salários que unificou mais ainda o movimento. Superando a diversidade de opiniões e visões, o movimento continua caminhando unido, disposto a enfrentar uma longa luta, se assim se fizer necessário. 

Nossa força está na nossa união. 

Sérgio Arnoud
Presidente

- See more at: http://www.fessergs.com.br/full_news.php?id=2149%2Fmovimento-unificado-de-servidores-unidade-hist-rica-no-rs.html&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+Siscon-Fessergs+%28SISCON+-+FESSERGS%29#sthash.NAbNZV6i.dpuf




ONLINE
6