Tema complexo, a educação

Tema complexo, a educação

EDUCAÇÃO - A VERDADE DE CADA UM (DOC - 40') - 2013     

"EDUCAÇÃO" (50') para a série documental "A VERDADE DE CADA UM" produzido pela O2 Filmes para a FOX e NETGEO

Episódio  Educação - Publicado em 10/02/2014     

 


Penso que poucos temas serão tão complexos como a educação, sobretudo por não existirem respostas certas ou soluções mágicas
.

Só hoje, passados milhares de anos, a humanidade finalmente conseguiu atingir uma das suas principais conquistas: a democratização do ensino. Mas o que devia ser o objetivo último -- um ensino de qualidade -- acabou refém de estruturas tão complexas que nos afastaram das nossas reais necessidades nos levando a questionar, afinal, para quê e para quem estamos educando?

Neste episódio, procuramos de uma forma clara e despida de preconceitos apontar exemplos do melhor e do pior do sistema de ensino brasileiro. Identificamos problemas e com os nossos protagonistas tentamos encontrar possíveis soluções. As realidades são distintas. Mas o denominador comum é transversal: a educação é o meio para alcançar uma vida melhor.

Heliópolis: é a maior favela de São Paulo e foi em tempos uma das mais violentas.

Braz Nogueira dirige a Escola Campos Salles há 17 anos. Inspirando-se na metodologia educativa da Escola da Ponte, escola portuguesa que foi ganhando estatuto no Brasil pelos seus princípios humanistas, decidiu derrubar os muros abrindo a escola para a comunidade.


As salas de aulas foram substituídas por grandes salões que sentam 100 alunos agrupados em mesas de quatro e onde cada aluno é tutor de si mesmo.


A escola se torna assim uma escola-modelo que mudou radicalmente Heliópolis fazendo com que a antiga favela seja reconhecida hoje como bairro educador.


Pelo contrário, a escola de Itapevi quer aumentar em altura os muros. Os jovens se amontoam num pátio minúsculo e em salas de 35m2 com 50 alunos. É esta a realidade. As grades estão em lugar das portas e uma sirene estridente liberta os alunos para o intervalo. É a metáfora de uma prisão.


Vitor Ikeda, professor em 3 escolas de elite, afirma que a educação não serve para aquilo que sempre esperamos dela: a mobilidade social. O capital econômico, o capital social e o capital cultural prevalecem e as elites arranjarão sempre títulos que as diferenciem.


O professor recorda que Voltaire, sobre a propriedade privada, afirmava que o problema surgiu quando o primeiro imbecil desenhou, em seu redor, um círculo no chão e disse: - isto é meu.


Mas mais imbecis ainda foram todos os outros que o seguiram.




ONLINE
8