Sem Encceja em 2016

Sem Encceja em 2016

Crise deixa Encceja fora do calendário pelo segundo ano

Renata Mariz - O Globo - 24/08/2016 - Rio de Janeiro, RJ


Pelo segundo ano consecutivo, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Nacional) não será aplicado pelo governo federal. A prova, usada por quem quer obter a certificação do ensino fundamental, mais uma vez está fora do calendário do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia ligada ao Ministério da Educação (MEC) responsável pelo exame.

Os custos e a falta de planejamento levaram à decisão de manter suspensa a avaliação, disse a presidente do Inep, Maria Inês Fini, ao GLOBO. Ela anunciou, porém, que o Encceja voltará a ser aplicado em 2017, por considerá-lo prioritário.

Na última edição aplicada no país, em 2014, que custou R$ 22,9 milhões, 112 mil candidatos se inscreveram em busca de uma certificação do ensino fundamental. São pessoas que, por algum motivo, não terminaram a etapa mais básica da educação formal. E procuram o Encceja para avançar.

Desde que o governo federal passou a ofertar o exame, as secretarias de educação estaduais pararam de fazer edições próprias. Agora, com a paralisação da prova nacional, os candidatos estão sem opção na maior partes dos lugares.

Há Encceja também no exterior. Nesse caso, não houve interrupção na aplicação do exame. A última edição ocorre em maio deste ano. O número de inscritos, no entanto, é bem menor. Apenas 642 pessoas se interessaram na prova aplicada a brasileiros em outros países. Por isso, o calendário foi mantido.




ONLINE
7