Sem Educação Física na escola

Sem Educação Física na escola

PLENO DESENVOLVIMENTO, SEM EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA... COMO ASSIM???

Desde a homologação, pelo MEC, da Resolução CNE 07/2010, a sociedade vem sofrendo com a retirada das aulas de Educação Física dos anos iniciais do Ensino Fundamental em diversos sistemas de ensino em todo o Brasil.

Com a única intenção de reduzir os custos da educação pública ou da folha de pagamento das escolas privadas optou-se, a partir de uma interpretação literal e esdrúxula da resolução acima citada, por negligenciar completamente o processo de formação integral de nossas crianças.

Não vejo necessidade de citar aqui as inestimáveis e insubstituíveis contribuições deste componente curricular para a criança na fase da primeira infância escolar, pois isso já foi tratado por diversos autores, inclusive por este blogueiro no artigo: AS INCOERÊNCIAS DOS EDUCADORES DE GABINETE: EDUCAÇÃO FÍSICA SEM PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

O Poder Público atropela a legislação vigente e impede que nossas crianças tenham uma educação com qualidade.

O Art. 205 da Constituição/88 determina que "a educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade,visando ao pleno desenvolvimento da pessoa [...]" 

E o Parágrafo Único do art. 61 da Lei 9.394/94, in verbis:

A formação dos profissionais da educação, de modo a atender às especificidades do exercício de suas atividades, bem como aos objetivos das diferentes etapas e modalidades da educação básica, terá como fundamentos:
I – a presença de sólida formação básica, que propicie o conhecimento dos fundamentos científicos e sociais de suas competências de trabalho;

Esquecendo um pouco as questões jurídicas...

Se a sociedade compreender os prejuízos que as crianças sofrem ao serem impedidas de vivenciar as aulas de Educação Física ministradas por profissionais especialistas e competentes, certamente se organizará para exigir dos governantes que o direito constitucional ao pleno desenvolvimento seja respeitado e garantido.

Precisamos dizer isso para toda a sociedade.

Com esse objetivo, convido a todos os amigos de profissão, ex-alunos com os quais possa ter contribuído de alguma forma com minhas aulas, ao longo dos quase trinta anos como professor de Educação Física atuando na escola, e à sociedade em geral, a estarem presentes no dia 12 de abril, na Praia de Copacabana, com concentração a partir das 12h, no Posto 4, para a Grande Manifestação em Defesa da Educação Física Escolar.

Como nos disse o poeta Beto Guedes: um mais um é sempre mais que dois”. Vamos unir as nossas forças para impedir mais essa arbitrariedade de Administradores Públicos para os quais a Educação e as crianças só têm importância na hora de tirar fotos e angariar votos.

Saudações.




ONLINE
11