Sartori e a insegurança

Sartori e a insegurança

Antônio Carlos Macedo faz apelo: "Acorda, governador Sartori!"

Apresentador da Gaúcha e colunista do Diário Gaúcho fala sobre a insegurança na Capital dos gaúchas

12/05/2015

Nunca os bandidos foram tão audaciosos
Foto: Ronaldo Bernardi  / Agencia RBS

Saiba mais

O governador José Ivo Sartori tem se esquivado de falar sobre o quadro de criminalidade que assusta os gaúchos. "Falem com o secretário da Segurança", disse aos repórteres que tentaram entrevistá-lo na saída da cerimônia que marcou o "Dia D" da campanha de vacinação da gripe em Porto Alegre. Acorda, governador! Com todo o respeito, o senhor parece estar em outro planeta.

Segurança pública é, sim, assunto para o chefe do executivo estadual. Ainda mais quando o grau de violência é crescente, provocando medo na sociedade. Nunca os bandidos foram tão audaciosos. As execuções no trânsito, em plena luz do dia, têm se multiplicado. Os ataques a bancos batem recordes. Pessoas são atacadas até dentro de igrejas. Quadrilhas de traficantes pintam e bordam, delimitando territórios e guerreando entre si. Guerra que provoca morte até dentro de prisões de segurança máxima, numa clara demonstração da falta de controle do poder público sobre os presídios que administra.

Sei, o atual governo não pode ser responsabilizado por todos os problemas, que são antigos e vêm se agravando ao longo dos anos. Mas  tem, sim, que dar explicações sobre as decisões que está adotando, como o corte de horas extras e a redução das cotas de combustível fornecidas à polícia, medidas que só tendem a piorar o que já não era bom. 

Ponta do lápis

Acorda, governador! O fato de o senhor não ter feito promessas durante a campanha não o isenta da responsabilidade de agir em defesa dos gaúchos. O rombo bilionário nas finanças do estado não pode ser enfrentado só na ponta do lápis. O governo precisa enfrentar a crise de forma mais enérgica e prática.

Acorda, governador! Entenda que seus conterrâneos estão acuados pela bandidagem. Ninguém vê polícia nas ruas. A certeza de impunidade enche os criminosos de coragem. Os alertas não são só da imprensa. O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, aliado do seu partido, foi categórico ao afirmar que não existe segurança na Capital gaúcha.

O Piratini tem a obrigação de reagir e mostrar aos bandidos quem dá as cartas por aqui. Chega de inanição. Chega de chororô. Não dá para frustrar a sociedade gaúcha dessa forma. Acorda, Sartori!

 

http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/antonio-carlos-macedo-faz-apelo-acorda-governador-sartori-137448.html




ONLINE
14