Professores e aposentados

Professores e aposentados

 

 Angela Maieski

 

Sinovaldo Professores e aposentados

Autor da charge: Sinovaldo – Mário Junges Jornal ABC 18/01/2015


Desculpem, mas não resisti. Sarcasmo é uma fonte inesgotável de humor, se bem que amargo, nesse caso. Como aposentada, mas ainda trabalhando e contribuindo para o INSS, amargo a mesma situação vivida por milhões de brasileiros.

A carga tributária aumenta, assim como a inflação e o salário mínimo. Para aqueles que recebem qualquer valor acima do mínimo – o reajuste sempre é menor – o “consolo” é que em poucos anos isso deixará de ocorrer e atingiremos a igualdade econômica.

Com 57 anos e 9 meses de idade e 31 anos e 10 meses de contribuição, a fórmula utilizada para calcular a aposentadoria reduziu para 80% do valor. Até posso optar pela desaposentadoria, mas o fator idade continuará sendo aquele do pedido original, ou seja, 20% ficam a fundo perdido e as contribuições que continuo fazendo nem mesmo me serão devolvidas. Justiça social, já que devo ajudar a pagar a conta da incompetência.

Receber dobrado –aposentadoria + salário – tem suas vantagens, posso enfim, colocar o resíduo na poupança, que, diga-se de passagem, também remunera pouco, se compararmos aos juros dos empréstimos bancários. Por outro lado, temos o Leão, que com uma tabela para lá de defasada, abocanha parte dos parcos rendimentos, obtidos com tanto esforço.

A charge reflete a realidade, só resta saber quem é o meliante. Leis nem sempre se aplicam a todos, que conforme diz a Constituição, são iguais, mas nem tanto. Aposentados que o digam, assim como os professores que trilham o caminho sem piso. E nem temos mais o Chapolin Colorado para ajudar nessas horas.

https://amaieski.wordpress.com/




ONLINE
17