Professor ruim, Coordenador bom, Aluno esperto

Professor ruim, Coordenador bom, Aluno esperto

 

Professor ruim, Coordenador bom, Aluno esperto (Gradação fatal)
Claudeci Ferreira de Andrade

 

          O professor ruim, sem imposição, deixa o aluno fora da sala na hora de sua aula. O coordenador bom é aquele que passeia o tempo todo nos corredores do colégio, tangendo alunos para dentro de sua sala. E o aluno esperto é aquele que sabe driblar o sistema com o comportamento mais bizarro possível, com desculpas esfarrapadas.

          Quando o professor fala dessa situação, ora joga o aluno contra a coordenadora, ora esta contra o aluno. Então se une ao adversário alternativo para ir contra a ameaça comum e iminente. Argumentos compatíveis:  Professor ao aluno — "Muitos coordenadores estão nesta função porque não dão conta mais da sala de aula, agora querem ensinar-nos a dar aulas". Aluno ao professor — "essa coordenadora é chata, não tem mais nada o que fazer, a não ser correr atrás de aluno"!

          Quando o aluno fala dessa situação, ora joga o professor contra a coordenadora, ora esta contra o professor. Então se une ao adversário alternativo para ir contra a ameaça comum e iminente. Argumentos compatíveis: Aluno à coordenadora — "Já fiz minhas tarefas, esse professor não está passando nada, é melhor aqui fora que assistir a aula desse velho caduco que não sabe nada"! Coordenadora ao Professor — "É triste, saber que o professor não tem planejamento algum. Até os alunos percebem! Eu fico com vergonha. E pergunto por que eles estão fora da sala, e o professor não sabe"!!!

          Quando a Coordenadora fala dessa situação, ora joga o professor contra o aluno, ora este contra o professor. Então se une ao adversário alternativo para ir contra a ameaça comum e iminente. Argumentos compatíveis: Coordenadora ao professor — "O professor tem que passar outra atividade enquanto dá visto nos cadernos, e tem que ir à carteira do aluno, para não ficar aquele monte de urubus em cima da carniça. A gente chega na porta e nem ver o professor sentado". Professor à coordenadora — "Esses alunos que não vêm para estudar saem sem controle algum, são os alunos muriçoca, lancham e voam". 

          Recentemente aconteceu em uma das minhas aulas no segundo ano "D", quando a vice-diretora mandou o aluno, que havia pulado o portão para dentro da unidade e correu para sala, sair, e ele cismou em não sair, então para não ficar tão sem autoridade, a "autoridade" resmungou, deu uma voltinha e teve que pedir desculpas e deixar o aluno quieto. O vencedor sem mérito. Assim ensinamos a eles que façam o que quiserem, o Cliente sempre tem razão. Entrem e saiam quando bem entenderem. Tudo faz parte do drama. Assim, alunos ficam mais fora que dentro da sala para se vingarem dos seus professores chatos, sabendo que a coordenadora dá bronca no "teacher". Que sentimento é esse que eles se submetem a serem tocados para a sala como animais ao curral, duas e até três vezes no torno?

          Eu já devia ter me acostumado com essas comédias tragicômicas, mas, ouvir chacotas na reunião da hora do recreio é muita cumplicidade!!! Nós precisamos mesmo é de uma educação da consciência.

 

Claudeko Ferreira




ONLINE
11