O militante petista

O militante petista

O militante petista – que coisa desastrada! (texto misteriosamente apagado do Facebook várias vezes!)

Paulo Ghiraldelli Jr.

O principal sobre o PT não é que ele se tornou um covil de ladrões ou de golpistas da democracia, chefiados por tipos-cópia de mafiosos. O que salta aos olhos é que o PT se tornou um partido conservador, senão em toda a sua política geral, ao menos na expressão da alma dos seus militantes, se é que ainda têm militantes não pagos.

As pessoas que militam no PT são, em modos de ação e esquemas de pensamento, uma cópia dos que fazem a revista Veja. São pessoas que querem preservar o status quo de toda e qualquer maneira. Recusam-se em pensar em mudanças. Tudo que não é o que os seus chefes decidiram, e então requer raciocínio em favor de conjecturas, lhes causa medo, repulsa. Tanto é que são incapazes de ter humor. São avessos a charges!

Recebem uma charge e analisam a coisa com a mesma astúcia ruim dos censores da ditadura militar: “fala contra ou a favor ao Lula?” – perguntam. “Estão dizendo que a Dilma faz bom governo ou não?” – perguntam. Não sorriem. O que fazem é, como os homens dos típicos governos totalitários, uma ação de cães policiais: farejam. Se o que é posto na charge não é TOTALMENTE o que já ouviram seus chefes dizerem (e em geral são mais realistas que o rei, são bem mais tacanhos que Lula, que não é nada tacanho, aliás), então apontam com o dedo: “humm, isso é tucano, isso é a direita”. Não pensam, perseguem. E o que é pior, em geral erram! Igualzinho a burrice dos censores que no passado o PT criticava.

Esses militantes que hoje são o PT perderam a capacidade crítica, a vontade de viver, o desejo de sorrir. Rastejam, farejam, querem apenas sobreviver. Que o mundo não mude! Que a história não ande senão para um lado, que não seja outra coisa senão o de permanência de Dilma no governo. Só isso interessa. Dilma e Lula são bons por essência, mesmo que possam aqui e acolá errarem ou não fazerem as coisas boas que deveriam fazer. Não há objetivo no horizonte, o objetivo é “avançar”, mas “avançar” nada é senão sinônimo de andar por inércia, não por motor próprio, não por pensamento novo diante de uma história que não estaciona.

Nada mais amargo que o petista. Ele se tornou uma caricatura da caricatura que era o comunista soviético. Ele se tornou mais cegamente fanático do que o militante brizolista que nos anos oitenta ele apontava como vaquinha de presépio. Ele se tornou mais parecido com o militante do PC do B que nos anos oitenta ele chamava de estalinista. Ele se tornou mais fisiológico que o membro do PMDB que na década de oitenta ele ridicularizava. O militante petista acolheu tudo que havia de lixo na alma da esquerda. Deixou desaparecer do horizonte o que havia de bom, se é que houve algo de realmente bom no projeto dessa esquerda um dia. O militante petista se tornou tão conservador quanto qualquer pessoa de direita.

http://ghiraldelli.pro.br/o-militante-petista-que-coisa-desastrada/





ONLINE
10