JB, parabéns para buraco

JB, parabéns para buraco

Alunos cantam parabéns para buraco em frente de escola em greve no RS

Ato ocorreu em Erechim, na Região Norte, em única escola sem aulas.
Último levantamento aponta para mais de 50 escolas ocupadas no estado.

 

Do G1 

Na única escola que aderiu à paralisação de professores em Erechim, na Região Norte do Rio Grande do Sul, estudantes que apoiam a mobilização da categoria se reuniram nesta quarta-feira (18) em frente à instituição. Dentro das ações, eles cantaram "parabéns a você" para um buraco na calçada que, segundo eles, já existe há três anos (assista no vídeo).

O Colégio José Bonifácio fica no Centro da cidade. Os estudantes pedem melhorias e uma solução para o buraco na frente da instituição. Cerca de 1,2 mil alunos estão matriculados na escola.

Alunos batem palmas para buraco que completa três anos  (Foto: Reprodução/RBS TV)Alunos protestam por melhorias em Erechim
(Foto: Reprodução/RBS TV)

Além do parabéns, eles também cantaram: "Alunos na rua, governo a culpa é sua!"

As demais escolas da 15ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) seguem com aulas normalmente na região. Nesta quarta, a paralisação de professores, decidida em assembleia no último dia 13 de maio, chegou ao terceiro dia.

De acordo com o sindicato que representa a categoria, o Cpers, a adesão chega a mais de 50%. A Secretaria da Educação não divulga um levantamento oficial. A 1ª CRE, que cuida de Porto Alegre, divulgou um balanço ainda pela manhã, de seis instituições em greve total, 58 em paralisação parcial, e 96 com atividades normais. São 250 escolas, e 172 foram ouvidas.

Na terça-feira (17), uma reunião entre representantes do governo estadual e do Cpers discutiu a paralisação. O encontro, no entanto, não teve acordo e o impasse entre a categoria e o Piratini continua.

Os professores pedem um reajuste salarial imediato de 13,01%, referente a 2015, e 11,36%, em relação a 2016. Eles ainda elaboraram um calendário de implantação do piso nacional do magistério, que segundo o sindicato está defasado em 69,44%.

Cresce número de escolas ocupadas

Segundo o sindicato, já são 52 escolas ocupadas no Rio Grande do Sul (assista ao vídeo). Em Porto Alegre eram 12 até a tarde desta quarta (18). As principais reclamações dos estudantes são a falta de investimento no ensino, problemas de infraestrutura nos prédios, que prejudicam as aulas, e também os baixos salários dos professores.

No interior do estado, novas ocupações foram registradas em Cruz Alta, Caxias do Sul e Bagé. Em Rio Grande, na Região Sul, são nove.

Governo reitera que caso não é policial
Em nota, o governo do Rio Grande do Sul diz que as ocupações das escolas são tratadas no âmbito da educação, e não do policial. Acrescenta que tem buscado diálogo com as direções e com alunos, e que considera justas as contribuições ao processo de melhoria de qualidade do ensino. E que as demandas serão atendidas na medida do possível.

"A Secretaria da Educação buscará, sempre que necessário, a cooperação do Ministério Público Estadual, objetivando o cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente e o debate entre os estudantes e o Poder Público. A finalidade é evitar confrontos ou atitudes que ponham em risco a integridade física da comunidade escolar, promovendo um ambiente saudável de diálogo e convivência", diz um trecho da nota.

 

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2016/05/alunos-cantam-parabens-para-buraco-em-frente-de-escola-em-greve-no-rs.html 




ONLINE
7