Inteligência é garantia de sucesso?

Inteligência é garantia de sucesso?

 

Inteligência é garantia de sucesso?

Toni Gonçalves 


Será ? Muitas pessoas se orgulham de ser ou de ter filhos inteligentes imaginando que o futuro esteja garantido. Acham que quem tem elevado “QI” vencerá todos os obstáculos que a vida apresenta.

É comum ouvirmos frases dos tipos, fulano vai vencer pois é muito inteligente, ou fulano venceu na vida por ser muito inteligente. 

Será que todos os vencedores são realmente inteligentes ? 
Será que todos os inteligentes são bem sucedidos ? 

A nossa sociedade considera muito importante para vencer que as pessoas sejam racionais, talvez seja consequência de uma velha frase “Penso, logo existo”, talvez esse pensamento tenha levado o homem a se identificar com a razão, a ideia de que o homem tem maior valor quando é mais racional. 

Por outro lado, pessoas com as características mais emocionais são vistas de forma negativa, o que é reforçado no mundo de competições em que vivemos. Muitos consideram que as pessoas com as características emocionais, sejam mais frágeis. ... são muito sensíveis, e em tempos de disputa por posições e cargos, parece que valorizam mesmo a razão, por parecer mais séria, mais “confiável”.

A “ Teoria da Evolução”, criada por Darwin, demonstrou a importância da expressão emocional. O mundo cientifico passou a valorizar a emoção, o que fez com que se tornasse mais acessível o relacionamento interpessoal pela simpatia, pela facilidade de comunicação. 

Até então, e ainda hoje para alguns, os conceitos de inteligência reforçam os aspectos cognitivos, a memória e a força da razão para solucionar velhos problemas, mas estudiosos estão analizando uma transformação reconhecendo a importância de outros aspectos que buscam mais habilidades, observando a influência de fatores “não intelectuais” sobre atitudes inteligentes. Concluíram que os conceitos isolados de inteligência, “ QI “, ( quociente Intelectual ) não são suficientes para explicar a capacidade cognitiva. É muito importante compreender o outro. 

Facilidade de comunicação, capacidade ou “inteligência interpessoal”, ou até mesmo compreender a si próprio, a “inteligência intrapessoal”, ou seja usar a emoção para se conseguir o esperado sucesso, isto é “QE”, ( quociente emocional ).
Colocando-se tudo no popular, podemos dizer que é muito mais fácil lidar com pessoas mais sensíveis, do que com pessoas muito inteligentes. Os emocionais são mais flexíveis, conquistam mais a simpatia, elaboram melhor suas ideias e seus objetivos, enquanto que os intelectuais são mais rígidos, e com uma leve tendência a parecerem vaidosos. Que atitudes abrem mais portas, geram mais facilidades para conseguir alcançar seus objetivos? 

Observando as pessoas do seu relacionamento, perceberá que nem sempre os mais inteligentes tiveram mais facilidades, e geralmente os mais simpáticos conseguiram mais facilmente. 

Lembra-se dos seus colegas de classe, dos que você mantém contato, quais são os que alcançaram melhores condições de vida? 

Quase todos nós nos lembramos daqueles colegas de classe que eram super inteligentes, e com o passar do tempo, soubemos que não venceram, enquanto outros, que considerávamos mais folgados, mais espertos do que inteligentes, foram os que se tornaram vitoriosos. ... mas são realmente vencedores os que sabem mesclar 


“QI + QE = Sucesso”

Opinião  assinada pelo psicanalista Toni Gonçalves


http://www.cpp.org.br




ONLINE
8