Impeachment do governador

Impeachment do governador

Assembleia tem que votar impeachment do governador Sartori

Sartori 004

 

O Rio Grande do Sul vive um verdadeiro caos na sua administração, particularmente na Segurança Pública. A violência atingiu níveis inéditos no nosso estado. A origem desse caos, está na incapacidade do governador José Ivo Sartori em governar o Rio Grande do Sul. Além da incapacidade, o governador tem se mostrado de uma arrogância que o isola totalmente da sociedade e, também, dos outros poderes. Se achando o dono da verdade e encastelado no Palácio Piratini, Sartori assiste o estado se afundar cada vez mais no caos. É incapaz de chamar a sociedade para buscar soluções para os problemas cada vez mais graves do nosso estado.

Essa arrogância tem levado o governador a desrespeitar seguidas decisões judiciais. A mais grave delas é a decisão que obriga o governador a pagar os salários dos servidores da segurança pública na sua integralidade. Essa decisão foi tomada em resposta a um Mandado de Segurança impetrado pelas entidades do Bloco da Segurança Pública. Essa ação já teve o seu mérito julgado, no dia 6 de julho de 2015, pelo Tribunal de Justiça (TJ) que deu ganho de causa para as entidades.

O governador Sartori vem desrespeitando seguidamente a essa decisão do TJ, parcelando os salários dos servidores nos últimos seis meses. O próprio presidente do Tribunal de Justiça do RS, desembargador Luiz Felipe Difini, afirmou nessa quarta (10), na Rádio Guaíba, que o atraso nos salários dos servidores do Executivo e o descumprimento de decisões judiciais que ordenam o pagamento em dia constituem justificativas para um pedido de impeachment contra o governador José Ivo Sartori (PMDB).

A sociedade gaúcha não pode se calar diante dessa ilegalidade cometida pelo governo Sartori. As entidades da sociedade civil precisam se manifestar e exigir da Assembleia Legislativa que cumpra a lei e abra um processo de impeachment contra o governador. A sociedade gaúcha não pode mais conviver com essa situação de ilegalidade em que o governador Sartori meteu o nosso estado. As entidades do Bloco da Segurança vão procurar as outras entidades da sociedade civil, para discutir a elaboração de um pedido de abertura do processo de impeachment do governador Sartori na Assembleia Legislativa.

Sabemos que o processo de impeachment depende de uma forte pressão da sociedade. O governo tem maioria na Assembleia Legislativa, como já ficou provado na votação dos projetos do governo no ano passado, porém, em ano de eleições municipais, a pressão exercida na base dos deputados pode convencer os parlamentares a abrir o processo de impeachment. Por isso, é fundamental a mobilização de toda a sociedade. É a vida dos gaúchos que está em jogo. Se a sociedade se calar agora, continuaremos a perder vidas para a violência, como as mais de mil que já foram perdidas somente nos primeiros seis meses desse ano.

Fonte: Urgeirm Sindicato

 

http://www.intersindicalcentral.com.br/assembleia-tem-que-votar-impeachment-do-governador-sartori/ 




ONLINE
6