Guaíba limite para o transbordamento

Guaíba limite para o transbordamento

Nível do Guaíba volta a subir e comportas são fechadas

Prefeitura da Capital diz estar preparada se volume chegar a 3m, limite para o transbordamento

Por: Mauricio Tonetto       16/10/2015

Nível do Guaíba volta a subir e comportas são fechadas Júlio Cordeiro/Fernando Gomes/Omar Freitas/Agencia RBS

Montagem de fotos mostra mudança do nível do Guaíba no Cais do Porto
Foto: Júlio Cordeiro/Fernando Gomes/Omar Freitas / Agencia RBS

O fechamento das 14 comportas do Guaíba, procedimento que não era adotado em Porto Alegre desde a década de 1970, vai se tornar rotineiro durante o período das intensas chuvas provocadas pelo fenômeno El Niño. No dia 12 de outubro, o prefeito José Fortunati ordenou o fechamento pela primeira vez em 31 anos, e nesta sexta-feira repetiu a ordem, já que em menos de 24 horas o nível do Guaíba subiu 21 cm – de 2m62cm para 2m83cm, de acordo com o Centro Integrado de Comando (Ceic).

Mau tempo expõe fragilidades da infraestrutura em Porto Alegre

– Estamos incorporando o fechamento das comportas na nossa rotina diária. Sempre que o Guaíba chegar próximo a 2m90cm, nós vedaremos, de forma preventiva, para dar segurança à cidade. Hoje a água já entrou no cais e fecharemos para não termos problemas à noite – explica Tarso Boelter, diretor-geral do Departamento de Esgotos Pluviais (DEP).

Acompanhe a cobertura ao vivo:

Mesmo que a chuva tenha parado nesta sexta-feira, a presença do vento sul está elevando o nível das águas do Guaíba. Famílias desabrigadas e desalojadas não estão conseguindo retornar às suas residências, e há previsão de novas precipitações a partir de domingo. Boelter garante que a Capital está preparada para a subida do Guaíba além dos três metros, limite para o transbordamento.

Saiba como foi a última grande enchente de Porto Alegre, em 1967

VÍDEO: veja como foi o primeiro fechamento das comportas após décadas

– Nossas projeções são feitas de hora em hora. Os arroios que fazem parte da bacia estão cheios e com mais chuva no domingo, o DEP mantém o alerta. Se transbordar, montaremos barricadas de areia para a contenção, estamos preparados – assegura o diretor-geral do departamento.

Mais de um dia após temporal, RS ainda tem 350 mil pontos sem luz

Conforme o Ceic, a cheia deve se prolongar e retardar o retorno dos desabrigados, principalmente para as ilhas da Região Metropolitana. O Rio Jacuí sobe lentamente entre Rio Pardo e Porto Alegre e há vazão dos rios Caí, Sinos e Gravataí. A Lagoa dos Patos, com o nível também alto, dificulta o escoamento das águas.



* Zero Hora




ONLINE
15