Esclarecimentos sobre abertura de contratos

Esclarecimentos sobre abertura de contratos

CPERS cobra da Seduc esclarecimentos sobre a abertura de contratos emergenciais para professores

Em reunião realizada no final da tarde desta segunda-feira, dia 09, a Direção Central do CPERS cobrou do secretário de Educação, Vieira da Cunha, esclarecimentos quanto a abertura do edital para contratação emergencial de professores, visto que na última reunião do Sindicato com o secretário a direção já havia solicitado que se priorizassem as nomeações.  Em resposta, Vieira afirmou que enquanto houver Banco de professores concursados, eles serão prioridade. “Essa é uma determinação expressa minha. Só chamaremos contratos emergenciais quando não tivermos mais Banco de professores para serem nomeados”, garantiu.

A presidente do Sindicato, Helenir Aguiar Schürer, afirmou, mais uma vez, que para o CPERS os contratos emergenciais representam a precariedade do trabalho. “O ideal seria não termos nenhum contrato emergencial no Estado. É preciso nomear os professores que estão aguardando e abrir novos concursos públicos”, observou.

De acordo com Helenir, a Direção Central do CPERS continuará acompanhando e fiscalizando o processo de nomeação dos educadores aprovados em concurso. 




ONLINE
6