Destino: Educação Brasil

Destino: Educação Brasil

Destino: Educação Brasil - diferentes realidades, diferentes respostas

Proposta do programa é mostrar educadores, estudantes e famílias brasileiras que conseguiram alcançar experiências bem sucedidas em sala de aula e melhorar o aprendizado

Fonte: Canal Futura  10 de março de 2015

Revelar histórias de sucesso de educadores, estudantes e famílias brasileiras que, apesar de um cenário muitas vezes adverso, encontraram soluções, dentro da escola, para despertar e manter vivo entre os estudantes o prazer de aprender, com resultados eficazes. Essa é a proposta do Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas, série documental sobre experiências bem-sucedidas em salas de aula que visam o avanço do desempenho escolar dos alunos.

Realizado pelo Futura em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) – Departamento Nacional, o programa conta com consultoria do Todos Pela Educação e da pedagoga e doutora em Educação Thelma Polon. A produção é da Cine Group com direção de Sergio Raposo. A seleção das escolas considerou um conjunto de indicadores: o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), o percentual de alunos com aprendizagem adequada, a desigualdade educacional no município e a contribuição da escola para a aprendizagem dos alunos, tendo em vista o nível socioeconômico.

A equipe do Futura visitou escolas em 25 municípios brasileiros, das cinco regiões do país, que se destacaram como exemplos de transformação e educação básica de qualidade. A estreia do Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas na tela do Futura será em 9 de março (segunda-feira), às 20h.

“Os documentários mostram soluções eficazes no ambiente escolar, fruto da união de forças entre as escolas e as famílias, voltadas para a melhoria do desempenho dos alunos. O desenvolvimento educacional deve ser uma preocupação de toda a sociedade, uma tarefa coletiva, tendo em vista que é fundamental para o progresso do país. O Futura e seus parceiros, ao mapear e compartilhar esses exemplos, visam contribuir para a multiplicação de boas ações na educação brasileira”, afirma Lúcia Araújo, diretora do Futura.

O diretor-superintendente do SESI, Rafael Lucchesi, concorda com Lúcia Araújo. Ele lembra que a história do último século mostrou que a educação ajuda a determinar os destinos das nações. “Ao que tudo indica, sua importância aumentará ainda mais na era do conhecimento. Se quisermos ter um país forte, precisamos de trabalhadores mais bem formados na educação básica, com habilidades de raciocínio lógico e preparados para aprender a aprender”, avalia Lucchesi. Nesse sentido, a série de documentários é uma estratégia importante para divulgar boas experiências.

Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas apresenta, também, a visão de especialistas como o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP, Chico Soares; a educadora Beatriz Cardoso; e a coordenadora-geral do Todos Pela Educação, Alejandra Velasco. A educação integral e a contribuição dos pais para a melhoria do ensino e da formação de seus filhos são alguns dos temas abordados. Tendo várias histórias e práticas como fio condutor, o programa aponta indícios dos contextos social e cultural, além de um breve histórico de cada área investigada.

Objetivo é provocar reflexão, não mostrar fórmulas prontas

Em formato de documentário, “Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas.” terá 26 episódios, com 30 minutos cada. Cada um deles será dedicado a um município brasileiro selecionado. O último será uma espécie de “tributo” às crianças e jovens brasileiros – simbolicamente representados pelos protagonistas da série.

O programa visitou as seguintes cidades: Ibiraçu (ES), Saquarema (RJ), Teresópolis (RJ), Rio de Janeiro (RJ), Itapitanga (BA), Licínio de Almeida (BA), Cruzeiro da Fortaleza (MG), Carvalhópolis (MG), Claraval (MG), Santo Antônio do Planalto (RS), Vista Alegre do Prata (RS), Treze Tílias (SC), Quatiguá (PR), Curitiba (PR), Chapadão do Céu (GO), Monte Alegre de Goiás (GO), Costa Rica (MS), São Valério da Natividade (TO), Tanque do Piauí (PI), Jucati (PE), Lucas do Rio Verde (MT), São Paulo (SP), Holambra (SP), Brasiléia (AC), Belém (PA).

Para realizar as gravações, a equipe da Cine Group percorreu cerca de 43 mil quilômetros, em 2014, usando diferentes tipos de meios de transporte, como carro, avião, van e ônibus. “Gravar o programa foi uma experiência única. O subtítulo da série – Diferentes Realidades. Diferentes Respostas. – reflete bem o que foi visitar cada um desses municípios. As práticas mais bem-sucedidas foram encontradas em escolas que aprenderam a adaptar os recursos disponíveis à realidade local”, ressalta o diretor Sergio Raposo.

Em 2011, o Futura e o SESI – Departamento Nacional lançaram a série “Destino: Educação – Diferentes países, diferentes respostas” (http://www.futura.org.br/blog/2011/09/28/nova-serie-investiga-desempenho-dos-paises-lideres-em-educacao/), que investigou o que leva os sistemas educacionais de países como Coreia do Sul, Canadá, Chile, Finlândia e a província de Xangai, na China, a estarem entre os melhores do mundo. Na época, a atração, também produzida pela Cine Group, foi indicada ao Emmy Internacional na categoria Melhor Programa Documental.

Estreia

Na estreia, 9 de março, 20h, o “Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas.” viaja até a pequena cidade de Ibiraçu, no Espírito Santo, e acompanha a rotina de Thiago Perovano. O garoto de 11 anos cursa o 5º ano da Escola Municipal Ericina Pagiola. Partindo de sua rotina escolar, o episódio mostra o trabalho de gestão na área de educação no município, da diretora da escola, coordenadoras pedagógicas, corpo docente e sua relação com alunos e famílias que participam da vida escolar.

Ibiraçu, habitada por 11 mil pessoas, está localizada em uma região montanhosa, cercada de cafezais e florestas de eucaliptos. Com 12 escolas municipais, a cidade se destacou por sua considerável evolução no Ideb, principalmente nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Chegou ao índice de 5.8 pontos, enquanto a média nacional é de 4.7. Além disso, o município não registra evasão escolar desde 2007 e tem quase 100% de aprovação no Ensino Fundamental I.

Os programas do “Destino: Educação Brasil – Diferentes realidades. Diferentes respostas.”, exibidos semanalmente, às segundas-feiras, também estarão disponíveis, posteriormente, na web em www.destinoeducacao.org.br.

QUANDO VER
Estreia: 9 de março de 2015, segunda-feira
Data e horário de exibição: segundas-feiras, às 20h
Reprises: quintas-feiras às 23h
Duração: 30 minutos
Classificação: livre

Ficha técnica:
Direção geral: Sergio Raposo

Direção executiva: Mônica Monteiro e Fátima Pereira

Produção executiva: Vanusa Spindler e Thalita Portugal

Roteiro: Bel Mercês

Coordenação de produção: Renata Amaral

Direção fotografia: Robson Bolsoni e Tuna Mayer

Montagem: Adriana Borges e Rodrigo Nascimento

Produção: Alessandra Perret e Daniela Rebello

O Canal Futura

O canal Futura é uma experiência pioneira de comunicação para transformação social, que opera a partir de um modelo de produção televisiva educativa, participativa e inclusiva, não comercial, não governamental, sem fins lucrativos e de interesse público, com base em parcerias que articulam e mobilizam uma rede social em vários estados brasileiros. Quarenta e seis milhões de pessoas assistem regularmente à programação, por meio de antenas parabólicas, TVs por assinatura, TVs Universitárias parceiras, sendo, em algumas localidades, em canal aberto (UHF e VHF). O canal Futura é resultado da parceria entre organizações da iniciativa privada, unidas pelo compromisso de investir socialmente e líderes em seus segmentos. Os parceiros mantenedores são: CNI, Fiesp, Firjan, Fundação Bradesco, Fundação Itaú Social, Rede Globo, Fecomércio RJ e SENAC RJ, SESC Rio de Janeiro, Turner e Votorantim.

O Serviço Social da Indústria (SESI)
Criado em 1º de julho de 1946, o Serviço Social da Indústria (SESI) é uma instituição aliada das empresas no esforço para melhorar a qualidade da educação e elevar a escolaridade dos brasileiros. Também ajuda a criar ambientes de trabalho seguros e saudáveis e a aumentar a qualidade de vida do trabalhador.

Com 1.304 unidades espalhadas pelo Brasil, o SESI mantém uma rede de escolas que oferecem educação básica, educação de jovens e adultos, educação continuada e acompanhamento pedagógico para trabalhadores da indústria e seus dependentes. A instituição também mantém uma rede de bibliotecas, teatros e espaços culturais que facilitam o acesso dos brasileiros ao conhecimento e às artes.

O SESI ainda mantém programas de prevenção a doenças. São ações que promovem a saúde dos industriários e suas famílias. Ao buscar a educação de qualidade, o bem-estar dos trabalhadores e estimular a gestão socialmente responsável das empresas, o SESI desempenha um papel decisivo para o aumento da competitividade da indústria e o desenvolvimento sustentável do Brasil.

A Cine Group

A produtora brasileira Cine Group é especializada no desenvolvimento de programas de televisão, documentários, vídeos, filmes publicitários, além de curtas e longas-metragens. São 18 anos de experiência no mercado audiovisual. A produtora mantém escritórios em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Moçambique e Malawi. No portfólio, destacam-se trabalhos como “Chegadas e Partidas”, “Boas Vindas”, “Mulheres de Aço”, “Esse Viver Ninguém Me Tira”, “Presidentes Africanos”, “BRICS – A Nova Classe Média” e “O Infiltrado”. 

 




ONLINE
14