Déficit, números maquiados

Déficit, números maquiados

Contradições “GRAVES” Na Reforma Da PREVIDÊNCIA, Entre Os Dois FIGURÕES, Sugeriria Um Altíssimo Nível De… LEVIANDADE?

Um tenta induzir os CRÉDULOS e outro TRAPACEIA os números?—
.
Abaixo as correções feitas após erros da Casa Civil, em matéria de Adriana Fernandes e Idiana Tomazelli, p/o Estadão em 06 04 17

Correções 06/04/2017

O texto foi corrigido às 19h15, após retificação da Casa Civil do número divulgado na tarde desta quinta-feira. Inicialmente, o órgão havia informado que o impacto seria em média de 10% entre 2018 e 2027, o que daria R$ 67,8 bilhões. Com a correção, a economia esperada após a aprovação da reforma será reduzida em R$ 115,26 bilhões nos próximos 10 anos – 17% da economia de R$ 678 bilhões que o governo havia previsto com a proposta enviada ao Congresso.””

Agora ficou mais do que claro que a Reforma da Previdência foi ‘detonada’ com base em NÚMEROS MAQUIADOS/ARRANJADOS, para confundir à sociedade.

Bastou uma alteração VIRTUAL, para a ferida vir à tona – mesmo que absolutamente necessária para alguns segmentos, como os que envolves os privilégios de POLÍTICOS (principalmente os “profissionais”) e Setores do Funcionalismo Público “graúdo” e Cabides de Empregos que infestam de forma MONSTRUOSA o SERVIÇO PÚBLICO e geram, sob a máscara de maquiagens diabólicas, uma assustadora criminosa e gigantesca SONEGAÇÃO FISCAL Pública.

E a prática atinge principalmente – além das ESTATAIS (BB. CEF e BNDES inclusos) -, perto de 1.000 subsidiárias – criadas para nada – mas ignominiosamente para pagar ALTÍSSIMOS SALÁRIOS a AFILHADOS POLÍTICOS, o que aumenta astronomicamente as despesas e diminui dramaticamente os lucros.

E é exatamente aí que os dividendos que serão distribuídos ao acionista controlador – o TESOURO FEDERAL – se tornam minguados e imateriais (e ás vezes igual a ZERO), não permitindo que o TESOURO NACIONAL possa dispor de recursos para Programas Sociais, como o de COMBATE a FOME, que por não implementação, já matou dezenas de milhões de CRIANCINHAS em POBREZA ABSOLUTA nas últimas décadas.

Mas, disso não querem saber políticos como TEMER, SARNEY, PADILHA, MEIRELLES, RENAN, EUNÍCIO, JUCÁ, AÉCIO e outros que tentam postar-se de “Grão Senhores”.(com informações da página AQUI NÃO)

http://www.noticiasbrasilonline.com.br/contradicoes-graves-na-reforma-da-previdencia-entre-os-dois-figuroes-sugeriria-um-altissimo-nivel-de-leviandade/ 




ONLINE
10