Cpers e a Carta compromisso

Cpers e a Carta compromisso

 CPERS E A CARTA - COMPROMISSO    

 Edith Jaques 

     As mesmas táticas que não deram resultados, pois o Governador Tarso não cumpriu as promessas de Campanha na gestão anterior. Repete - se a mesma estratégia do CPERS - pior ainda a forma com que a presidente do Sindicato se expressa dizendo que, a falta de compromisso com o pagamento do Piso Nacional não foi surpresa para a categoria que têm consciência das dificuldades financeiras do Estado (entregou o ouro). Entende - se nada mais do que a concordância com o não pagamento do Piso. Pergunta - se: quando é que o Governo não coloca as dificuldades financeiras do Estado, como motivo para não pagar salários?... Isso é obvio, para pagar nunca terá dinheiro - precisa ser investido em outros setores, tais como os depósitos judiciais que foram desviados para outros fins. 

    E, hoje no CP (17/09/2014 - P. 3), Tarso Genro diz: 

    ..."Vamos recorrer a empréstimos e saques sobre valores judiciais para garantir investimento no Estado". Confirma ou não?... é o mesmo Tarso da eleição passada.  

      Certamente vai investir em obras que apareçam, salários são considerados despesas e são para trabalhadores - para o Governador não vale a pena pagar quem trabalha. Não vale a pena investir em educação e saúde.  A saúde é um caos porque não querem pagar salário justo aos médicos e estes não tem a obrigação de trabalhar de graça. Para os Professores é a mesma questão da falta de verbas para a educação. As questões que são resolvidas pela justiça a favor dos Professores - só quando há margens para protelar (ganhar tempo) - eis a própria questão do Piso Nacional do Magistério e a ação coletiva do MP. tivemos decisão favorável a nós, Professores. Porém, Tarso Genro, o Governador, vai embora sem pagar o Piso. E, se ele for eleito com ajuda daqueles Partidos que estavam sempre com seus exércitos lá dentro da Assembleia Legislativa votando os Projetos contra nós e os funcionários em geral, daí vai ficar cada vez pior. Lembrem os nomes dos Partidos e dos Deputados porque no 2° Turno estarão todos juntos. Voltamos às questões de decisões:  

      Onde está a justiça neste país em que o Poder Público nunca é obrigado a cumprir leis? Pensem também, no Partido que está mais interessado na Reforma Política, desconfiem...  será que a tal Reforma não será para que os beneficie ainda mais e, desta vez, com o aval do povo?...

      Outra falha do CPERS - é a promessa do Governador de que não irá usar Recurso da decisão do TJ  sobre o adicional noturno para os Professores (em plena Campanha - que eleições diferentes!) 

       Acham que Tarso vai dizer o quê?  Esta é mais uma ironia... Lembram da Lei do Piso que ele assinou?  Cumpriu?...   Se descumprir outra vez, não haverá problema, então, tanto faz prometer...  

      Depois, com a ajuda daqueles Partidos que estiveram sempre ao seu lado (2° Turno), ele resolverá... Então: 

       Adeus Piso Nacional do Magistério!... 

        Adeus precatórios e... 

       Thiau credores e Professores!...     

      Esperem para ver!   

 

    Cachoeira do Sul, 18 de setembro de 2014.    Edith Jaques  (Professora)




ONLINE
12