Com pressão, audiência pública é cancelada

Com pressão, audiência pública é cancelada

Pressionada, Comissão de Educação cancela audiência pública sobre a reforma do ensino médio

Pressionada por centenas de educadores e estudantes, a audiência pública que discutiria a reforma do ensino médio nas escolas da rede estadual do Rio Grande do Sul, na Assembleia Legislativa, foi cancelada.

Centenas de estudantes lotaram o acesso à sala onde ocorreria à audiência. A representação do CPERS/Sindicato solicitou que a audiência fosse transferida para um espaço mais amplo, mas não foi atendida.


Sem a discussão, estudantes e educadores desceram até o saguão do Legislativo onde protestaram contra a reforma do ensino médio, uma reforma implantada de cima para baixo pelo governo, sem discussão com a comunidade escolar. Depois, os esrtudantes se dirigiram até a Escola Paula Soares
, onde o portão foi fechado.

Amanhã, um ato público reunirá professores, funcionários de escola e estudantes. A concentração será às 10 horas, em frente ao CPERS/Sindicato, na avenida Alberto Bins, 480, no Centro de Porto Alegre.


Ainda hoje, ao meio-dia, o Comando de Greve voltou a se reunir na sede do CPERS/Sindicato para analisar os primeiros dias e organizar os próximos passos do movimento.

João dos Santos e Silva, assessor de imprensa do CPERS/Sindicato

politecnico1

 

 

politecnico5

 

politecnico4

 

politecnico3

 

 

politecnico2

 




ONLINE
7