Greve se salários forem parcelados

Greve se salários forem parcelados

Cpers aprova desfiliação da CUT e garante greve se salários forem parcelados

Categoria decidiu que proximidade da CUT à presidente Dilma limitava reivindicações dos professores

O Cpers Sindicato aprovou, nesta sexta-feira, a desfiliação da representação de professores da Central Única dos Trabalhadores (CUT). A proposta, aprovada em assembleia geral no Gigantinho, foi enviada da oposição para a atual diretoria da entidade. Foram 1.568 votos pelo desligamento, contra 1.129 pela manutenção. Foi definido também que, se os salários forem pagos de forma parcelada, os professores entrarão em greve.

A alegação que acabou convencendo a categoria é de que a CUT está ligada aos interesses do governo de Dilma Rousseff, o que limita as reivindicações dos professores. O Cpers ainda aprovou a realização de uma caravana paralela à que vai ser promovida pelo governo do Estado para explicar a situação das contas públicas. O sindicato quer pressionar para que haja o pagamento integral do piso da categoria e que não ocorra o parcelamento dos vencimentos.

 

http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/552452/Cpers-aprova-desfiliacao-da-CUT-e-garante-greve-se-salarios-forem-parcelados




ONLINE
14