Documentário: Cidadão Kane

Documentário: Cidadão Kane

Documentário “Muito além do Cidadão Kane”

Publicado em 22 de março de 2016 

 

cidadao_kane

O documentário Muito além do Cidadão Kane foi produzido pela BBC de Londres no início dos anos 1990.

Quem já assistiu não tem se surpreendido com a clara defesa do golpe promovida pela emissora nos últimos dias. Essa atitude não é nova, já que, como mostra o filme, a Globo apoiou a ditadura, promoveu censura a artistas, fez manipulações no debate entre Lula e Collor em 1989 e   teve outras atuações com motivação política.

O filme traz depoimentos de Chico Buarque, Brizola, Lula e outros.

Segue o link do documentário: https://www.youtube.com/watch?v=ZEP4bNYxKZk

 

 

 

Publicado em 28 de abr de 2015

Versão Original em Inglês
Brazil Beyond Citizen Kane pt1
https://www.youtube.com/watch?v=t0u6L...

Brazil Beyond Citizen Kane Pt2
https://www.youtube.com/watch?v=Z-ks_...

Brazil Beyond Citizen Kane Pt3
https://www.youtube.com/watch?v=5i9B3...

Brazil Beyond Citizen Kane Pt4
https://www.youtube.com/watch?v=S6VD8...

Beyond Citizen Kane (Além do Cidadão Kane, no Brasil) é um documentário televisivo britânico de Simon Hartog exibido em 1993 pelo Channel 4, emissora pública do Reino Unido. O documentário mostra as relações entre a mídia e o poder do Brasil, focando na análise da figura de Roberto Marinho. Embora o documentário tenha sido censurado pela Justiça, a Rede Record comprou os direitos de transmissão exclusiva por 20 mil dólares do produtor John Ellis.

A obra detalha a posição dominante da Rede Globo na sociedade brasileira, debatendo a influência do grupo, seu poder e suas relações políticas, que os autores do documentário vêem como manipuladoras e formadora de opinião. O ex-presidente e fundador da Globo Roberto Marinho foi o principal alvo das críticas do documentário, sendo comparado a Charles Foster Kane, personagem criado em 1941 por Orson Welles para o filme Cidadão Kane, um drama de ficção baseado na trajetória de William Randolph Hearst, magnata da comunicação nos Estados Unidos. Segundo o documentário, a Globo empregaria a mesma manipulação grosseira de notícias para influenciar a opinião pública como fazia Kane no filme.

De acordo com matéria veiculada na Folha Online em 28 de agosto de 2009, a produtora que montou a filmagem é independente e a televisão pública britânica não teve qualquer relação com seu desenvolvimento. Já a Record sustenta que a BBC, outra emissora pública do Reino Unido, estaria relacionada com sua produção.




ONLINE
7